terça-feira, 3 de julho de 2012

As coleçoes do Museu Nacional Soares dos Reis

Museu Nacional Soares dos Reis Porto Portugal Europe por Joao Pires photo
Museu Nacional Soares dos Reis

As coleções do Museu Nacional Soares dos Reis refletem as suas diversas proveniências. O museu exibe pintura e escultura de artistas portugueses e estrangeiros, do séc XIX ao final da primeira metade do século XX. De registar ainda um núcleo de escultura e lapidária, do séulo XVI ao XIX.

Nas artes decorativas assume principal relevo a coleção de cerâmica, do século XVII ao XX. A ourivesaria, do século XVII ao XIX, encontra-se representada em peças de carácter religioso e civil.

De referir ainda a coleção de joalharia, com uma componente arqueológica e peças de uso religioso e civil até ao século XIX. Têxteis do século XVII, vidros europeus dos séculos XVIII e XIX e mobiliário de fabrico europeu e oriental dos séculos XVII e XVIII completam a parte das artes decorativas expostas.

Palácio das Carrancas

Este edifício, hoje classificado monumento nacional, foi construído nos finais do séc XVIII, por uma família abastada do Porto.
Em meados do séc XIX o palácio é adquirido pela família real para sua residência quando de visita ao Norte, tendo sido adaptado para esse fim.
Hoje ainda se mantém a sala de jantar e a sala da música com as decorações, pinturas e estuques da época, preservando-se assim a memória da sua utilização inicial.

Palácio das Carrancas
Palácio das Carrancas


No séc XX o Governo adquire o palácio e destina-o ao Museu Nacional de Soares dos Reis, adaptando as suas áreas existentes a essa função e criando uma galeria dedicada à obra do escultor que lhe deu nome.
Recentemente, o Museu Nacional de Soares dos Reis foi objeto de profunda intervenção da autoria dos arquitetos Fernando e José Bernardo Távora. Esta renovação e ampliação, preservando as características do edifício histórico, dotou o Museu de novos e qualificados espaços interiores e exteriores.

Veja também as Coleções do Museu Nacional de Soares dos Reis

Museu Nacional Soares dos Reis

O Museu Nacional Soares dos Reis, antigo Museu Portuense e o primeiro museu de arte de Portugal, nasceu em 1833 quando D. Pedro IV decide estabelecer na cidade do Porto um Museu de Pinturas e Estampas. O objetivo da sua fundação foi preservar o património artístico proveniente sobretudo dos conventos extintos e, simultaneamente, promover a sua utilização para fins culturais e pedagógicos.

Museu Nacional Soares dos Reis
Museu Nacional Soares dos Reis


Instalado inicialmente no convento de Santo António da Cidade, o Museu passou a ocupar, a partir de 1940, o Palácio das Carrancas.

É enriquecido com o depósito das colecções camarárias e a integração dos núcleos de arte industriais.

O Museu Nacional de Soares dos Reis apresenta-se então como um museu misto com uma importante componente de artes decorativas, caracterização que mantém até hoje.