quinta-feira, 30 de julho de 2015

"Baixa do Porto, Clérigos e Palácio" por João Pires

Por aqui se encontram alguns dos edifícios mais emblemáticos da cidade do Porto, como a Igreja e Torre dos Clérigos, o Centro Português de Fotografia ou o Mosteiro de S. Bento da Vitória. 


Mosteiro de S. Bento da Vitória
Mosteiro de S. Bento da Vitória


O Jardim da Cordoaria estende-se até à Praça dos Leões, que conduz à Rua de Cedofeita, uma das mais animadas artérias da cidade do Porto, sobretudo vocacionada para o comércio de calçado e até 
vestuário.


Rua de Cedofeita
Rua de Cedofeita



Na Baixa da cidade, as ruas são quase inteiramente dedicadas ao comércio. É também aí que se encontram os cafés históricos, como o Majestic ou o Guarani. Quando o comércio encerra, a animação da Baixa continua nas salas de espectáculos, como o S. João, o Rivoli ou o Coliseu ou nas ruas da Galeria de Paris e adjacentes. Mais para oeste, é possível ocupar um dia inteiro na zona do Palácio: com um passeio pelos jardins românticos do Palácio de Cristal, 

jardins românticos do Palácio de Cristal
jardins românticos do Palácio de Cristal

uma prova de vinhos no Solar do Vinho do Porto ou visitando os museus e galerias de arte que abundam nesta área, sendo vários os motivos de interesse.

domingo, 19 de julho de 2015

"Sé Catedral do Porto" por João Pires

Construída no século XII, a Sé Catedral do Porto, é um edifício de estrutura românica, embora tendo sido alvo de posteriores modificações de grandes alterações durante o período barroco que amenizaram a sua austeridade primitiva.

Sé Catedral do Porto
Sé Catedral do Porto


O portal principal, o coroamento das torres sineiras e a galilé foram algumas dessas alterações que entretanto ocorreram ao longo da sua história.
Do século XIII destaca-se a bonita rosácea, na fachada oeste. Nos anos 30, um restauro profundo procurou recuperar o traçado medieval da catedral.

Rosácea na fachada oeste
Rosácea na fachada oeste


Veja também:

Foz Velha


sábado, 18 de julho de 2015

"Foz Velha - Porto" por João Pires

Foz Velha - Porto
Foz Velha - Porto


Foi há pouco mais de um século, em 1895, que as freguesias da Foz passaram a integrar o município do Porto. No mesmo ano começou a circular o eléctrico que fazia a ligação entre o Porto e Matosinhos.

Eléctricos no Porto
Eléctricos no Porto


Esta revolução dos transportes levou ao desenvolvimento desta pequena e orgulhosa povoação piscatória e rural, cuja rua principal continua a ser a Rua da Senhora da Luz.

A parte alta da Foz foi ocupada pelas novas residências de veraneio dos estrangeiros e burgueses abastados da Invicta, mas o povoado antigo manteve as ruelas estreitas e as casas cuidadas, compondo por vezes um inesperado cenário rural, onde ainda sobrevivem as mercearias de esquina e outro tipo de comércio tradicional como o Mercado da Foz do Douro.

Mercado da Foz do Douro
Mercado da Foz do Douro

Comércio tradicional na Rua da Senhora da Luz
Comércio tradicional na Rua da Senhora da Luz

sexta-feira, 17 de julho de 2015

"MMIPO, um novo museu no Porto com 500 anos de história" por João Pires

Novo museu no Porto já com 500 anos de história sediado na Santa Casa onde se instalou em meados do século XVI, depois de algumas décadas a funcionar no claustro da Sé.

MMIPO novo museu no Porto
MMIPO novo museu no Porto


A Santa Casa da Misericórdia do Porto inaugurou finalmente o seu museu, o MMIPO, que revisita a história de uma instituição que, nos últimos 500 anos, se confunde com a própria cidade.

Da mais antiga, e porventura mais importante peça escultórica deste museu, temos a pintura Fons Vitae, do início do Século XVI. Neste enorme painel, que se acredita ter sido a peça central de um retábulo, D. Manuel e D. Maria surgem aos pés de um Cristo Cruxificado, cujo sangue “redentor” enche a fonte da vida.

A Catedral, no morro da cidade, é o espaço primordial para onde aponta, ao pé da uma janela, outro elemento contemporâneo, cónico, que nos faz assim recuar 516 anos, até àquele mês de Março de 1499 em que D. Manuel I ordenou aos homens do Porto que fundassem a instituição.


Veja também:

Teatro Municipal Rivoli

quinta-feira, 16 de julho de 2015

"Teatro Municipal Rivoli (PT)" por João Pires

Inaugurado em 1932, bem no centro da cidade do Porto, é um edifício de linhas direitas mas imponente, sucessor do desaparecido Teatro Nacional. A fachada é decorada por um painel em baixo-relevo da autoria de Henrique Moreira.



Resistiu a duas ameaças de demolição, marcando uma época na vida cultural portuense. Renovado nos finais dos anos 90, o Rivoli constitui um espaço de cultura e de encontro com um café-concerto, um restaurante e uma livraria.


"Eating and drinking in Porto city (EN)" por João Pires

Portuguese cuisine is now more and more sophisticated and you can also find in some restaurants amounts to versions of home or country cooking, often using fresh herbs and spices - but the food is much better than in southern Portugal and portions are extremely generous (you can ask for a "meia dose", or half-portion).




Note, however, that you will be charged for what might appear to be freebies plonked on your table, such as bread, olives and charcuterie.

If you don't want them, send them back, or simply don't eat them. But eating out is relatively cheap in Portugal.

Fish and seafood are a mainstay, including the ubiquitous bacalhau (dried salt cod), which supposedly has enough recipes for every day of the year.

seafood
seafood


Meat is just as popular: game, beef and goat, and in particular pork: spit-roasted suckling pig is a favorite. And offal is ubiquitous on menus.

Porto specializes in stewed tripe, cooked with haricot beans. Indeed the nickname for the locals is "tripeiros" (tripe eaters), supposedly because available meat was given to sailors, leaving only tripe to eat in the city.

Portuguese menus often feature soups, including te filling bread soups, açordas. Brazilian dishes, and a number of Brazilian restaurants, also feature.

"Visita à cidade do Porto" por João Pires

O Porto é uma cidade relativamente pequena, mas no entanto tem muito para conhecer e descobrir. As ruas estreitas e acidentadas do centro histórico da Invicta não chegam para desencorajar para um passeio a pé, pois é na zona histórica que se concentram o maior número de monumentos.

Zona Histórica da Cidade do Porto
Zona Histórica da Cidade do Porto

Uma visita à muralha Fernandina:

Muralha Fernandina
Muralha Fernandina
Igreja do Convento de Santa Clara

Igreja do Convento de Santa Clara
Igreja do Convento de Santa Clara

Escadas do Barredo

Escadas do Barredo
Escadas do Barredo

Praça da Ribeira

Praça da Ribeira
Praça da Ribeira



Casa do Infante - Museu
Casa do Infante - Museu



Post mais lidos - "Porto Photoblog" por João Pires




42
40
40
37
36